Campanha mobiliza servidores na ajuda a famílias vulneráveis
18/05/2020 - 17:57

Servidores públicos de diversos órgãos do Paraná se uniram para ajudar as famílias mais vulneráveis durante a pandemia de coronavírus. Lançada nesta segunda-feira,18, pelo Governo do Estado, a Campanha Cesta Solidária Paraná busca arrecadar alimentos que serão distribuídos em diferentes cidades de todas as Regiões do Estado.

A iniciativa é liderada pela Superintendência Geral de Ação Solidária do Paraná, com apoio da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Ministério Público do Paraná (MP-PR) e Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). A arrecadação vai até o próximo dia 23.

Primeira-dama e presidente do Conselho de Ação Solidária, Luciana Saito Massa, explicou que, apesar de o foco estar no setor público, a campanha é aberta a toda a população. “O momento é muito difícil. Essa união dos Poderes, a ajuda dos servidores e da sociedade civil é que vai fazer com que a gente saia o quanto antes desta crise. São doações que fazem muita diferença na vida dos mais necessitados. É um pouco de conforto para as pessoas tão impactadas pelo vírus. Podemos dizer que é o drive-thru da solidariedade”, destacou a primeira-dama.

Ela lembrou que a Campanha integra a força-tarefa “Menos Eu, Mais Nós”, da Superintendência Geral de Ação Solidária, incorporando um grande pacote social em andamento no Estado. Luciana mencionou ações como a distribuição da merenda escolar e do voucher do Programa Cartão Comida Boa, para a compra de alimentos como iniciativas que estão impactando diretamente na vida dos paranaenses mais necessitados.

“É mais uma ação, completamente voluntária, para colaborar. Peço muito para quem puder, que venha ajudar, abrace a causa. Pode ser com uma cesta básica ou qualquer alimento não perecível. É esta união que fará com que o resultado seja transformador na realidade das pessoas”, enfatizou

SEDU – Os servidores da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU), mais os das vinculadas – Serviço Social Autônomo (Paranacidade); Coordenadoria da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC); Companhia de Habitação do Paraná (COHAPAR); Paraná Edificações (PRED); e Conselho Estadual das Cidades (ConCidades); atenderam ao apelo da primeira-dama e do próprio secretário da SEDU, João Carlos Ortega. Preocupado, Ortega recomendava: “Sem aglomeração e mantendo distância. Vão com calma”. Todos atenderam ao pedido, se organizaram e lotaram seus próprios carros com doações.

LOGÍSTICA – As doações são recebidas por meio do sistema de drive-thru. Além do Palácio Iguaçu, em Curitiba, há postos de coleta em Londrina, Maringá, Matinhos, Paranaguá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Jacarezinho, Francisco Beltrão, Pato Branco e Umuarama. Nos demais Municípios, as doações poderão ser entregues nos quartéis do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

A arrecadação acontece das 13h30 às 17h30, até sexta-feira, 22, e das 9 às 12 horas, no sábado, 23. A distribuição será coordenada pela Defesa Civil do Paraná. De acordo com o tenente-coronel Fernando Schunig, coordenador estadual da Defesa Civil, os comitês locais farão uma triagem prévia das pessoas mais necessitadas nos Municípios, orientando a distribuição das cestas por parte do órgão.

A campanha, destacou ele, tem um potencial muito grande de mobilização e pode ser repetida em outros momentos durante a pandemia. “Tenho certeza de que o servidor entendeu a mensagem e vai colaborar, a expectativa é muito boa. E qualquer cidadão que quiser pode colaborar. Queremos chegar de fato naqueles mais carentes”, afirmou Schunig.

FAZER A DIFERENÇA – A funcionária pública Lara de Lacerda Santos Rodrigues trabalha na divisão de Relações Internacionais da Casa Militar, do Governo do Estado, e foi uma das primeiras doadoras individuais da campanha nesta segunda-feira, 18. Ela espera que a cesta de alimentos que entregou possa fazer a diferença na vida de uma família paranaense.

“Precisamos fazer de tudo para amenizar o sofrimento daqueles que mais precisam no Paraná. É o sentimento de contribuir um pouquinho para mitigar os efeitos da pandemia”, disse.

Alguns órgãos também se uniram para fazer com que a doação fosse mais robusta. Os servidores da Assembleia Legislativa, por exemplo, ofereceram 762 cestas. Já os funcionários do Tribunal de Contas do Estado entregaram 865 kits.

Diretor-geral da Controladoria-Geral do Estado do Paraná (CGE), Luiz Fernando Neto de Castro, contou que a mobilização interna foi capaz de encher dois carros com alimentos. “É o momento de todos compartilharmos, mesmo que seja pouco”, afirmou.

(C/ AEN)