“Não há mágica, só honestidade, austeridade e muito trabalho”, ensina a prefeita
22/03/2020 - 10:29

Os 21 anos como professora e diretora de c]Colégio e os seis como secretária Municipal de Educação só fizeram aumentar a paixão pelas crianças e pela educação. Para Sueli Wanderbrook, 62 anos, prefeita de Paranacity, entrar para a política tinha uma condição: “melhorar o município, investir na infância e na vida das pessoas”. Desde o primeiro momento em que esteve à frente do Executivo Municipal, Sueli impôs a sua marca. Ela administra com austeridade e em busca de soluções aos problemas da população.  “É preciso dedicação e determinação. Trabalhar o tempo todo. Não há mágica, só honestidade, austeridade e muito trabalho. Para conseguir o melhor resultado é preciso ser uma prefeita 24 horas”, garante.

“Quando assumi, a Prefeitura tinha dívidas que chegavam a R$ 13 milhões. Negociamos e os pagamentos estão em dia. Acertamos as contas. Os compromissos com o Fundo de Previdência estão em dia. E, com as parcerias, como as feitas com o Governo do Paraná, conseguimos realizar muito pelo Município”, afirma.

Para arrumar a casa, diminuiu o número de Secretarias de 11 para as cinco atuais e fez ajustes em todas as áreas; organizou a saúde, recuperou instalações, fez todas as campanhas, melhorou o atendimento e equipou os setores com veículos novos. “No início da gestão, o Município não tinha ambulância. Emprestamos uma do Município vizinho. É importante manter a atenção para a Saúde: remédios, equipes médicas, pediatra, ginecologista, tudo o que a população solicitava está, hoje, em funcionamento”, atesta.

Para a Educação, o trabalho não foi menor, trabalhamos muito com investimentos dos percentuais do orçamento exigido por Lei. Foi concluído um Centro de Educação, e reformadas cinco Escolas e outros três Centros de Educação e, para os professores, o Município cumpre com o piso da categoria.

“Paranacity hoje pode fazer novos investimentos. Temos a capacidade para aplicar R$ 3 milhões em obras diversas; construções que estavam paradas estão reativadas. A Cidade hoje é um canteiro de obras”, afirma, satisfeita.