Projeções no Palácio Iguaçu em homenagem aos profissionais de Saúde
14/05/2020 - 10:48

As janelas do Palácio Iguaçu viraram palco, ou melhor, uma grande tela para homenagear aos profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus. Na noite desta quarta-feira, 14, fotografias que mostram o trabalho de enfermeiros, médicos, motoristas de ambulâncias, socorristas, técnicos e auxiliares de enfermagem foram projetadas na fachada da sede do Governo do Estado.

As projeções também estampavam, em letras garrafais, uma frase que está na boca de todos os paranaenses que reconhecem o quão essenciais são esses trabalhadores: Profissionais da saúde, obrigado!

“O mínimo que podemos fazer neste momento de tanta dedicação de quem já têm o cuidado como missão, mas está trabalhando dobrado nesta pandemia, é demonstrar nossa gratidão e o orgulho que a população do Paraná tem desses profissionais”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, lembrou que a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) designaram 2020 como o Ano Internacional dos Profissionais de Enfermagem e Obstetrícia.

Ele destaca que a prestação de serviços de saúde acabou ganhando novos contornos com a pandemia da Covid-19. “Para conseguirmos atravessar essa pandemia com o mínimo de vidas perdidas, contamos com todos os profissionais que trabalham na saúde”, destacou o secretário. “Queremos agradecer a todos que, de uma forma direta ou indireta, estão na linha de frente no combate ao COVID-19”, disse.

SEMANA DE ENFERMAGEM – A homenagem marca as celebrações da Semana Nacional de Enfermagem, que vai de 12 a 20 de maio. As datas, de início e de fim da semana comemorativa, destacam o trabalho de duas mulheres que foram essenciais na história da profissão.

Em 12 de maio, nasceu Florence Nightingale, considerada a primeira enfermeira profissional da história e que completaria 200 anos em 2020. Pioneira nos atendimentos em campos de batalha, atuou na Guerra da Crimeia (1853-1856) e criou as primeiras Escolas de Enfermaria.

A outra homenageada é Ana Néri, pioneira da enfermagem no Brasil, que morreu em 20 de maio de 1880. A baiana acompanhou os filhos e o irmão, convocados para a Guerra do Paraguai (1864-1870), e acabou atuando nos Hospitais de campanha no Rio Grande do Sul.

(C/ AEN)