Notícias

22/03/2018

Documentos firmados pelos prefeitos na SEDU garantem a realização de antigos sonhos de paranaenses, como o Parque das Olarias em Ponta Grossa

Entre as dezenas e dezenas de prefeitos que chegam até a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU), em busca de recursos financeiros aos seus municípios há também muitas histórias de vida dos próprios agentes públicos, que trazem sonhos e expectativas de toda uma população. “Chegar na SEDU e receber a documentação necessária para atender a demanda e prioridade das pessoas de uma cidade é uma vitória”, garante o secretário da Pasta, João Carlos Ortega. Nesta quinta-feira, 22, a documentação entregue aos prefeitos, na SEDU, prova esta realidade. O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, por exemplo, demonstrava a sua alegria. “Amanhã mesmo vamos abrir e publicar o edital de licitação para a realização do sonho, de décadas, de toda a população de Ponta Grossa. Em pouco tempo, vamos dar início à infraestrutura e ao complexo Parque do Lago das Olarias”, comemorou, junto com o deputado estadual Husseisn Bakri que o acompanhava.

O edital de licitação é no valor total de R$ 4,6 milhões, de onde há uma contrapartida municipal de R$ 1, 132 milhão. O restante é a fundo perdido pelo Programa de Transferência Voluntária da SEDU. Na Bacia do arroio Olarias, na confluência dos bairros de Olarias, Oficinas e Uvaranas e, ainda, nas confluências das Ruas Lagoa dos Bandeirantes, João Baptista Guido, Alfredo Hagemeyer, Ivo Mendes e Barbara Steiw, será pavimentada uma área de 16.769 m2, com 21.302 m2 de calçadas e todos os serviços necessários para a urbanização do local, com plantio de grama em uma área de quase 50 mil m2.

Os recursos contemplam também a realização de pistas de caminhada e de ciclovia, um Centro Esportivo com a implantação de quadras poliesportivas, Anfiteatro, palco com arquibancada para eventos culturais, Praça de Skate para a construção de uma pista de skate; a Praça Nicolau Kluppel, Parque Infantil, Academia ao Ar Livre, área administrativa, instalações hidrosanitárias, elétricas, de telefonia, sistemas de proteção e de ventilação iluminação e paisagismo em toda a área. Todo o espaço possui 130 mil metros quadrados, o que corresponde a área de cerca de 12 campos de futebol de estádios profissionais.

PREFEITAS E MÃES - O deputado Bakri agradeceu o apoio de todos “para a realização deste sonho da população de Ponta Grossa”. Os agradecimentos se sucedem a cada entrega de editais. Na manhã desta quinta-feira, duas prefeitas abriram a agenda de trabalho na SEDU. Elas foram recebidas pelo diretor-geral, Lúcio Tasso. A primeira delas foi a de Agudos do Sul, Luciane Maira Teixeira, já em sua segunda gestão. E a seguinte foi a de Goioxim, Mari Terezinha da Silva. Ambas deram sequência a visita de prefeitas, iniciada na quarta-feira, 21, pela prefeita de Primeiro de Maio, Bruna Casanova, acompanhada do pai, ex-prefeito daquele município, Mario Casanova, e do filho pequeno. No colo da mãe, enquanto a mãe/prefeita assinava um aditivo no valor de R$ 500 mil, a fundo perdido, para pavimentação de ruas em seu município, o menino batia palmas a cada gole de chá tomado.

Já a prefeita de Agudos do Sul assinou documento no valor de R$ 78 mil, a fundo perdido, para investir na compra de um veículo para a Secretaria de Obras daquele município. E a prefeita de Goioxim, firmou documento para poder investir, a fundo perdido R$ 200 mil para o asfalto em ruas daquele município. Mas não foi o único valor direcionado à realização de asfalto. “Em Goioxim temos uma única rua com asfalto e, ainda, aos pedaços. Há décadas não se investe nas ruas da cidade. Agora, vou estender um tapete negro naquelas vias para a alegria de toda a população”, enfatizou. Mari Terezinha lembrou que o asfalto nas vias urbanas embeleza a cidade, valoriza os imóveis e dão melhor qualidade de vida às pessoas. Ela vai investir outros R$ 700 mil, a fundo perdido, para pavimentar 15.2534 m2 de ruas; mais R$ 330, em Transferência Voluntária da SEDU, para asfalto e recape de mais 11 mil m2 de vias públicas.

Mas o município também já foi atendido em R$ 72 mil, a fundo perdido para a compra de um veículo para a merenda escolar; e outros R$ 70 mil, também a fundo perdido, para a realização de um Parque Infantil na Praça Cristo Rei. “Eu era professora e às vésperas de me aposentar aceitei o desafio de tentar ser prefeita da cidade, onde meu marido já tinha ocupado esta função. Eu vejo este trabalho como um grande desafio, gerador de transformações na vida de uma cidade e sua gente. E eu me proponho a ajudar a fazer esta transformação”, garantiu, emocionada.

O MAIS JOVEM PREFEITO DO PR – O prefeito mais jovem do Paraná e segundo do País, Wagner Martins, demonstrava entusiasmo ao assinar documentos que lhe permitiam investir na melhoria de vida de seu povo. “Vamos dar vida ao Parque de Máquinas, todo sucateado, e melhorar as ruas da cidade e as estradas rurais para o melhor desenvolvimento da nossa Região”, explicou. Um dos documentos assinados, no valor de R$ 500 mil, vai lhe permitir a compra de uma retroescavadeira e de uma pá carregadeira, com mais R$ 250 mil, firmado em outro documento, ele vai ampliar o número de máquinas e, ainda investir com outros R$ 350 mil em pavimentação de vias urbanas. Todos os recursos são a fundo perdido, com contrapartida do município de cerca de 5% do total. “Só de estradas rurais, o município conta com 400 km e precisamos garantir o escoamento das safras”, destacou.
 
Martins estava acompanhado do secretário municipal de Esportes de Ribeirão do Pinhal, Lucas Rosa, e da vereadora de Abatiá, Sirléia Reginaldo. Ele lembrou os dias em que pensou em ser prefeito de sua cidade. Ele acompanhava, em andanças pela cidade, uma vereadora que desistiu do trabalho e, na época, tinha um irmão vereador. “Eu me lembro de ter gasto em toda a campanha R$ 12,5 mil. Conversamos com os moradores, casa a casa, foi uma campanha sola-de-sapato”, definiu. De acordo com o prefeito, o maior desafio foi aprender a lidar e a entender as pessoas e ele garante estar bem mais experiente, pensando em investir muito em educação e esporte.

Ainda passaram, pela SEDU, os prefeitos de Cerro Azul, Patrik Magari; de Iporâ, Roberto da Silva; Ipiranga, Luiz Carlos Blum; e de Cambira, Emerson Toledo.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.