Notícias

12/07/2019

Ortega visita a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná e elogia o trabalho

O secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDU), João Carlos Ortega, foi nesta sexta-feira, 12, até a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil para conhecer de perto a estrutura de monitoramento e resposta aos desastres do Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CEGERD), de onde é feito o acompanhamento de todas as ocorrências do Estado bem como o envio dos alertas à população paranaense.

“É um trabalho diferenciado, de dedicação, com tecnologia de ponta, diretamente ligado à população. É maravilhoso, pois resulta na proteção à vida das pessoas e da natureza, de forma rápida e eficaz, o que o torna, sem dúvida, referência para o País”, afirmou o secretário João Carlos Ortega, ao terminar a visita.

Ortega foi recebido pelo coordenador estadual da Defesa Civil, Coronel Ricardo Silva, pelo chefe do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres, Capitão Anderson Gomes, e pelo chefe da Assessoria de Tecnologia da Informação, Misael Borges. Eles apresentaram os sistemas e metodologias que a Defesa Civil utiliza para o atendimento a desastres no Paraná.

CADASTRO – O secretário da SEDU conheceu a principal ferramenta para a Gestão Municipal,  o Plano de Contingência Online, no qual áreas de atenção, abrigos, recursos e pessoal envolvido na resposta são cadastrados,  o que facilita o atendimento.  Esses alertas são disponibilizados a toda população paranaense, gratuitamente, auxiliando como uma grande ferramenta de prevenção. Para se cadastrar é muito simples, basta enviar por SMS o número do CEP de sua localidade para o número 40199.

Também foram apresentados ao secretário os processos de trabalho e as ferramentas utilizadas para mapeamento de áreas de atenção e da população afetável, além das informações meteorológicas e da estrutura de dados que auxilia no gerenciamento dos desastres no Estado.

E, ainda, foi explanado como funciona o Sistema Informatizado de Defesa Civil (o SISDC), que é a principal ferramenta para os municípios, possibilitando desde a preparação por meio do Plano de Contingência Online - em que o Município cadastra suas áreas de atenção, abrigos, recursos e pessoal que atuará na emergência – até o cadastro da ocorrência, controle de entrega de ajuda humanitária e outras documentações referentes ao desastre.

APOIO EM DESASTRES – “É importante ressaltar também que o Ministério da Defesa auxilia a Defesa Civil em suas ações de resposta nos casos em que os desastres naturais afetam aos Municípios. As ações de auxílio são tanto referentes à mobilidade, quanto ao pessoal que pode atuar em diversas frentes de trabalho, aumentando a agilidade na resposta”, explicou o coronel Ricardo Silva.

Na visita à Defesa Civil, Ortega estava acompanhado do superintendente executivo do Serviço Social Autônomo (Paranacidade), Álvaro Cabrini;  da diretora de Operações, Camila Scucato; da coordenadora de Projetos, Virgínia Nalini – ambas do Paranacidade -; do chefe de gabinete e do diretor técnico da SEDU, respectivamente, Fhelipe Cavalheiro e Henrique Di Luca.

(C/ AC Defesa Civil)

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.