Notícias

21/08/2019

População de RMC ganha maior qualidade de vida com mais 17 novos ônibus

Os moradores da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) passam a contar com mais conforto, segurança e agilidade no transporte público. O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou nesta quarta-feira, 21, em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba, mais 17 novos ônibus, que vão atender os municípios de Pinhais e Colombo. O investimento por parte das empresas Expresso Azul e Viação Colombo, que operam as linhas, é de R$ 10,5 milhões.

Agora chega a 41 o número de novos veículos para o transporte coletivo, da Grande Curitiba, entregues em 2019. Até o fim do ano serão repassados mais 24 ônibus para atender a população dos municípios de Almirante Tamandaré, Campo Largo, Piraquara, Quatro Barras, Campina Grande do Sul, Itaperuçu e Rio Branco do Sul. No total serão 65 aquisições.

“Essa renovação da frota faz parte da política do Governo do Estado de melhorar o atendimento e a condição de vida das pessoas que usam o transporte público”, enfatizou o governador.

Ratinho Junior explicou que os novos ônibus integram o Programa de Melhoria da Conexão Viária da RMC com a Capital. “É um processo de repensar o transporte público de toda a Região de Curitiba, com novas linhas, novos ônibus e mais mobilidade, fazendo com que fique sempre mais acessível para os cidadãos”, afirmou.

O governador disse, ainda, que espera remodelar até o fim deste ano os pontos de ônibus espalhados pela RMC. “Precisamos lembrar que moramos em uma Região fria, principalmente no inverno, e que também chove muito. Ter pontos com cobertura é essencial”, destacou.

MODELOS – Dos 17 ônibus entregues nesta quarta-feira, 12 são do Modelo Ligeirinho e farão o atendimento da rota Pinhais/Campo Comprido, em Curitiba. Outros cinco, Modelo Articulado, reforçarão a linha S01 – Roça Grande/Guadalupe e S31 – Roça Grande/Santa Cândida.

Dos 41 veículos entregues para o transporte coletivo da Região, 15 foram repassados em março e reforçaram o atendimento entre os municípios de Pinhais e Curitiba. E outros nove reforçaram a rota entre Colombo e Curitiba.

MISSÃO DE GOVERNO - De acordo com a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC – ligada à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas – SEDU), até o fim do ano, outros 24 veículos deverão ser entregues, totalizando 65 aquisições. “Esta é uma determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior. Ele prega a melhoria da mobilidade urbana e, em especial, da qualidade de vida das pessoas. Esta é a nossa missão”, enfatizou o secretário da SEDU, João Carlos Ortega.

“Serão 65 veículos zero-quilômetro que renovarão a frota, dentro do nosso contrato com as empresas que operam as linhas. São ônibus multimodais, que atendem tanto as estações-tubo quanto as plataformas normais nos terminais”, explicou o presidente da COMEC, Gilson Santos. “Isso gera agilidade e economia”, ressaltou.

NOVAS LINHAS – O governador Ratinho Junior destacou também que a RMC ganhou recentemente novas linhas de ônibus, ampliando a oferta para a população. Entre as novidades estão a Linha Tupy/Juliana, unindo Araucária ao Terminal do Pinheirinho, em Curitiba; a Pinhais/Centenário, que permite a Integração entre os Terminais de Pinhais e o Centenário, na Capital.

Também foi feita a extensão da linha O31 - Quatro Barras/Santa Cândida para atender ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. Desta forma, usuários de toda a Rede que desejarem ir até o Hospital pagam apenas uma tarifa, partindo do Terminal do Santa Cândida, em Curitiba, passando pelo Terminal de Quatro Barras e na sequência chegando até o Hospital.

Também houve a ampliação da S14-Ana Rosa, ligação entre o Bairro e o Terminal Roça Grande. Em abril, entrou em operação a linha Tubo Ferrari/Hospital do Rocio, que permite a ligação ao Hospital, em Campo Largo, saindo da Estação Tubo Ferrari. Antes, para ir até ao Hospital, utilizando a Rede Integrada de Transporte, era necessário descer na Estação Tubo Ferrari e seguir a pé, percorrendo uma distância de aproximadamente 2,1 quilômetros.

NOVOS PREÇOS – O Governo do Estado garantiu, com o subsídio de R$ 150 milhões, a tarifa social de R$ 4,50 para Capital e Linhas Integradas das cidades vizinhas, e valores menores no Transporte Metropolitano, dividido em três anéis. Para a RMC, a COMEC estabeleceu reajuste médio de 3,7% nas tarifas do Transporte Metropolitano, abaixo da inflação dos últimos 12 meses (6,7%, pelo IPCA).

O primeiro anel, formado pelas cidades vizinhas à Capital (Almirante Tamandaré, Araucária, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Fazenda Rio Grande, Pinhais e São José dos Pinhais), terá tarifa de R$ 4,50. No segundo (Balsa Nova, Campina Grande do Sul, Itaperuçu, Piraquara, Quatro Barras e Rio Branco do Sul), as passagens variam de R$ 4,50 a R$ 4,75. No terceiro, que engloba cidades mais distantes de Curitiba, houve congelamento de preço entre R$ 4,90 e R$ 6,50.

PRESENÇAS – Participaram também da solenidade de entrega dos ônibus o secretário da Casa Civil, Guto Silva, e os deputados Estaduais Marcel Micheletto e Luiz Fernando Guerra.

(C/ AEN)

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.